Congresso aguarda proposta de Previdência de equipe de Bolsonaro
08/11/2018 08:42 em Novidades

Por Paulo Victor Chagas – Repórter da Agência Brasil Brasília

Após seguidas declarações do presidente eleito Jair Bolsonaro sobre a reforma da Previdência, os parlamentares aguardam um posicionamento mais claro do futuro governo sobre que proposta poderia ser colocada em votação ainda este ano. A expectativa é de que o projeto não consiga passar por todas as tramitações necessárias ainda em 2018, mas os deputados pedem que a equipe econômica do novo governo sinalize com algum texto ao Legislativo. O líder do DEM, Rodrigo Garcia (SP), que foi eleito em outubro vice-governador de São Paulo, disse que os 44 integrantes do partido têm "simpatia" pela pauta econômica e as medidas de ajuste fiscal e que os detalhes da reforma previdenciária devem ser discutidos em cima do que for apresentado. "O futuro ministro da Casa Civil [Onyx Lorenzoni (DEM-RS)] tem que tomar uma decisão para que eu consulte a bancada", disse. "Não existe nenhum pedido oficial do governo sobre reforma da Previdência. Existe especulação. A reforma avançou no Congresso mas vai depender muito mais de uma decisão, um pedido ao atual Congresso, para que se debruce sobre isso, porque aparentemente é natural que o novo Congresso [que assumirá em 2019] avalie isso. Enquanto não tiver uma palavra definitiva sobre o futuro governo, é difícil a gente dar uma opinião", disse Garcia. Consenso no PSDB O deputado Ricardo Trípoli (PSDB-SP) concorda com a necessidade de a equipe do futuro governo, que já está se reunindo em Brasília para discutir a transição com os atuais ministros, apresentar uma proposta. Ele diz que o PSDB é favorável a medidas "importantes para o país", assim como apoiou as reformas trabalhista e política no passado. "Há um consenso da bancada que é fundamental a votação do projeto da Previdência para o Brasil, mas, primeiro, o projeto precisa estar pronto para a pauta", disse. Sobre a declaração de Bolsonaro de que seria importante o Congresso dar algum passo, "por menor que seja", em direção à aprovação da reforma, Trípoli disse que o PSDB vai "analisar com critério". "Estaremos voltados para o que for fundamental. Eu acho que a hora que chegar a motivação [por meio de um projeto], sim [votaremos favoravelmente]. Senão, não", defendeu. Leia mais...

Fonte: agenciabrasil.ebc.com.br

 

COMENTÁRIOS
CONTATOS

        Radio Acreditar FM 87,9 Itumirim            

 App: Acreditar FM Itumirim 

 (35)98436 9255          (35)3823 1530